Mobirise Website Maker
“...Olha só intruso
Vamos brigar e muito
Você não me vencerá
Nada me fará desistir
Dessa nossa luta
Nem você e nem ninguém
Irá me derrotar ou me destruir
Você pode até me ferir
Me machucar
Me deixar por alguns momentos
Fora de combate
Mas me vencer e me derrotar jamais...”
( Carlos Alberto, portador de câncer de próstata)

Como começou: 
No dia 5 de outubro de 2015 estava no meu local de trabalho realizando as minhas atividades profissionais, lembro que nesta ocasião tive um dia sem qualquer tipo de queixas, dores de cabeça ou coisas do tipo, mas ao cabo da minha jornada de trabalho tive um mal súbito e fui ao solo, que segundo o relato dos profissionais de saúde que deram o primeiro atendimento apresentava um quadro de agitação motora. Diante disso fui conduzido a emergência do hospital Oeste D’or.

A descoberta:

Diante disto passei alguns dias internado, passando por vários exames e procedimentos médicos. Sendo cogitado a possibilidade de ser um quadro de AVC, mas graças a Deus tive a felicidade de ser assistido pelo Dr. Fernando Barros que de forma assertiva depois de verificar os exames declarou não se tratar de AVC e sim um tumor cerebral.


Esclarecedor:

Diante do diagnóstico, que não é algo fácil de lidar, porém o que me tranquilizou foi as longas consultas que tivemos nas quais pude perceber claramente o comprometimento em explicar das formas mais compreensíveis possíveis, o que era a doença, a expectativa de vida do paciente, sinalizando exemplos de outros pacientes que superaram bem a doença, tratamentos ,o que afeta, quais os caminhos que poderíamos seguir, o que seria o mais indicado, tudo sempre bem explicado e deixando bem claro todas as vezes que a decisão final por querer se tratar ou não seria do paciente, pois sempre sinalizou que como médico não poderia “ impor” tratamento ao paciente caso essa não fosse a sua vontade. Achei muito bacana essa postura.



Estou contigo nesta “guerra” :

Outra coisa que muito me surpreendeu nas consultas foi o envolvimento do profissional em questão, lembro de algumas palavras como:
- É uma guerra, mas estou disposto a ir com você até o final, lutar juntos. Olha, vou ser sincero, mas esse envolvimento e garra pra ajudar o paciente a enfrentar a doença foi de suma importância pra mim.



Marcação da cirurgia:


Com a data da cirurgia definida, tive todo o suporte possível, novamente longas consultas, explicando quais possibilidades de cirurgias poderia me submeter, acordado ou dormindo. Explicando as “ vantagens” em operar acordado, como funcionava essa metodologia, quem seriam os profissionais envolvidos, local de realização, explicando também que caso fizesse a opção por operar acordado como seria, o que iria ocorrer, o que muito me ajudou e incentivou a operar. Basta lembrar também que fui notificado que viria uma equipe de São Paulo pra participar cirurgia.









Dia da cirurgia:


Ufa, enfim chegou esse dia. Rs

No dia 16 de janeiro de 2016 como fui orientado, dei entrada hospital no horário combinado, lembro que neste dia choveu muito, mais muito mesmo, e o Dr. Fernando ficou encarregado de recepcionar no aeroporto a equipe que paulista. Mas o que me impressionou foi o tamanho envolvimento do Dr. Fernando , pois por motivos de condições meteorológicas houve atraso no embarque deles, porém o Dr. Fernando não se importou em esperar por horas no aeroporto aqui no Rio de Janeiro até que tudo se resolvesse e eles pudessem embarcar. Achei fantástico essa postura!!!



Pós cirurgia: 


Diante de uma cirurgia bem sucedida , fui orientado sobre a importância do tratamento complementar, como seria, onde seria, prazos. Mediante a isso fui encaminhado a radioterapia e quimioterapia de forma concomitante. Neste período embora em tratamento radioterápico e quimioterápico mas sendo mensalmente assistido pelo Dr. Fernando.



Quadro atual:


Hoje tenho uma vida normal, sem qualquer tipo de queixa ou limitação, porém por recomendação médica realizo de forma semestral exame de ressonância magnética e avaliação médica.



Gratidão:


Diante de tudo que passei, mediante todo o carinho e respeito que a minha família recebeu durante todo esse tempo que estou sendo assistido pelo profissional em questão, só posso dizer o seguinte:

- Peço a Deus pela vida do Dr. Fernando, que ele possa continuar com essa garra, luta e comprometimento para com os pacientes e que muitas vidas possam ter o mesmo privilégio que estou tendo.


Uéverton Machado